Scubidu Music - CNPJ 09.131.587/0001-42
Rua São Gall, 120

05054-170

São Paulo-SP - Brasil

11 3675-2943

music label

brazilian music

música brasileira

música independente brasileira

gravadora

selo musical

independent brazilian label
Scubidu Music

© 2023 por NYZ Produções . Orgulhosamente criado com Wix.com

  • w-facebook
  • shape-vimeo-invert.png
  • Twitter Clean

Bonga (Angola)

 
19/11/2014 - São Paulo-SP - Sesc Vila Mariana
20/11/2014 - São Paulo-SP - Sesc Vila Mariana

BONGA tem mais de 300 composições da sua autoria, 32 álbuns, 6 video-clips, 7 trilhas sonoras de filmes, e álbuns com inúmeras reedições em todo mundo. No Brasil, suas músicas já foram gravadas por Martinho da Vila, Alcione e Elza Soares.

 

Barceló de Carvalho, mais conhecido por Bonga, nasceu a 5 de Setembro de 1942, em Kipiri, na província do Bengo, a norte de Luanda, em Angola.Em 1966, Bonga foi viver para Portugal como atleta de alta competição do Sport Lisboa e Benfica, consagrando-se várias vezes campeão na modalidade de atletismo, em 100, 200 e 400 metros. Portugal vivia na ditadura salazarista e Barceló, aproveitando o seu estatuto de atleta recordista começa a passar mensagens entre conterrâneos que lutam pela independência em Angola. Por ter sido descoberto pela PIDE, vê-se obrigado a fugir de Portugal para a Holanda. Neste país lança o seu primeiro álbum, em 1972, denominado Angola 72, cantando músicas revolucionários e de amor à pátria. A partir de então, passa a chamar-se Bonga Kuenda, que significa “aquele que vê, aquele que está à frente e em constante movimento”.

 

Nesta altura, já Angola 72 estava proibido de ser vendido em Portugal, mas nem por isso a luta contra o colonialismo e a discriminação racial deixam de ser o foco de Bonga, cantando em bom africano de forma a propagar as suas raízes angolanas, para que o mundo as reconheça e respeite. Era esta a grande força que movia o artista naquela altura, tanto que em 1973 dá o seu primeiro conserto nos Estados Unidos, reverenciando a cultura lusófona pela independência de Guiné-Bissau.

 

Durante o decorrer da guerra colonial, Bonga recebe o estatuto de embaixador da música angolana. Com o 25 de Abril, lança o novo CD Angola 74 e no consulado português de França, regista o seu nome artístico como Bonga Kuenda.Os anos 80 são considerados a época áurea do artista. Barceló torna-se no primeiro cantor africano a actuar a solo no Coliseu dos Recreios, bem como o primeiro africano disco de Ouro e Platina em Portugal. Espalhando o seu sucesso no Apolo em Harlem, no S.O.B. de Nova Iorque, no Olympia de Paris, na Suíça, no Canadá, nas Antilhas e em Macau.

 

Em 1988, volta novamente a viver em Portugal, onde desta vez torna-se recordista de vendas provando o seu sucesso como músico angolano em terras portuguesas.